Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Albergariense lança primeiro livro em Aveiro

por alho_politicamente_incorreto, em 01.03.14

Laura Alho

“Um paraíso no inferno”

 

No próximo dia 8 de março, pelas 15 horas,

no Hotel Meliá Ria, em Aveiro,

terá lugar o lançamento público do livro

“Um paraíso no inferno”, da albergariense Laura Alho.

Na oportunidade, o orador convidado

será o professor José Manuel Alho.

 

 

Nota biográfica

Laura Alho nasceu a 15 de Abril de 1982, em Albergaria-a-Velha, e reside em Aveiro.

Iniciou o seu percurso académico em Línguas mas acabou por se formar em Psicologia, com especialização em Psicologia Forense. Encontra-se, atualmente, a tirar o doutoramento na mesma área, na Universidade de Aveiro, onde também colabora na lecionação de unidades curriculares. No âmbito do seu doutoramento, participa em diversos congressos nacionais e internacionais e possui itens de produção técnica publicados.

Paralelamente às suas investigações, e à constante formação profissional de que não descura, Laura Alho investe também na escrita, um dos seus sonhos mais antigos.

O seu entusiasmo pela escrita surgiu na infância e é através dela que comunica e partilha as suas experiências reais e ficcionais.

“Um paraíso no inferno” é a sua primeira obra, de entre outras que estão a ser escritas ou pensadas.

 

Como surgiu “Um paraíso no inferno”

“Um paraíso no inferno” só existe porque, assinala a autora, «sempre tive o gosto pela escrita e pela leitura. Geralmente, quem lê muito, escreve também, porque a leitura é a abertura ao conhecimento e o incentivo à criação.»

Em concreto, Laura Alho recorda que «esta ficção surgiu há oito anos atrás, com a criação de um blogue com o mesmo nome. Nessa altura, estava a passar por um período conturbado e a única coisa que me fazia sentido, e me fazia bem, era escrever. A par com o blogue, comecei a escrever o livro.» Logo de seguida, reconheceu que «quando o terminei, não soube o que fazer. Não queria enviá-lo para uma editora porque achava que não estava preparada para o desafio de publicar algo tão meu, tão íntimo. Ficou abandonado durante anos até decidir que tinha chegado o momento de dar voz a esse sonho antigo.»

Com efeito, e «somente há alguns meses, enviei-o para a Chiado Editora e recebi a resposta, dias depois, com uma proposta de edição.» - assinalou.

 

Motivações para partilhar só agora este livro

Sobre as motivações para só agora partilhar o seu livro, Laura Alho sublinha que «a principal foi intrínseca – saber que é exatamente isto que quero. Escrever. Se antes não estava preparada, agora sinto que é o momento certo. E, felizmente, é uma atividade possível de conciliar com tantas outras que tenho, sendo a que me faz sentir completamente realizada porque depende apenas de mim.»

Por outro lado, “Um paraíso no inferno” é, afiança a albergariense, «uma história atual e real. Real, sob o ponto de vista do leitor. Quando voltei a pegar no livro e o reli, fiquei impressionada comigo mesma. A mensagem é tão clara, tão límpida e, simultaneamente, tão profunda. Os personagens retratam pessoas que podem ser qualquer um de nós e as histórias de fundo são intemporais. Quando a nossa vida começa a desmoronar, a quem voltamos as costas ou quem culpamos pela nossa infelicidade? Deus. Acreditemos nele ou não, a verdade é que ele provoca em nós reações paradoxais. Deus é, talvez, o personagem mais controverso quer na ficção que escrevi, quer nas nossas próprias vidas.» concluiu.

Tal como o próprio nome indica, a principal mensagem que a autora pretende passar às pessoas é que, «no meio do inferno em que vivemos, com todos os problemas associados, é possível termos vislumbres de um paraíso. É possível termos momentos de felicidade, que nós tendemos a desvalorizar porque fomos habituados ao longo da vida a praguejar e a tornarmo-nos vítimas de nós próprios. Mas há um segredo para se ser feliz. Há uma fórmula mágica. E essa fórmula consta no livro e é diferente de pessoa para pessoa. Fazer com que a descubra – se estiver preparado para isso – é uma das minhas maiores motivações!»

 

Perspetivas futuras

Para o futuro, Laura Alho lembra que «se antes eu escrevia para mim ou para centenas de pessoas que liam o meu blogue, agora o processo é mais sério. Este é um sonho em concretização e qualquer sonho que se preze não deve ser interrompido. Deve ser continuado até que deixe de fazer sentido. Escrever é uma das minhas realizações pessoais e, por essa razão, a escrita continuará a fazer parte da minha vida.»

 Agora que a autora tem um compromisso com todos aqueles que fizerem parte do seu sonho, fica a garantia que «já há, inclusivamente, um segundo livro a ser escrito, o que significa que a máquina está em andamento. Lenta, mas firmemente.» - ressalvou.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Google Tradutor


Repto


No meio da rua...


Alhadas passadas

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Educação

Outros BLOGS

Recursos